"Os Pássaros de Seda" de Rosa Lobato Faria

Olá! Após muito tempo de inatividade neste blog, presenteio-vos como a minha opinião critica do livro "Pássaros de Seda" de Rosa Lobato Faria.


Sinopse:


Graças à qualidade eterna do carácter de minha mãe e ao consequente travão que ela pôs à entrada do "progresso" naquela casa, a Pedra Moura guardou para sempre a sua transcedência de lugar mágico.
O reino dos contos de fadas e dos autos de Natal, o mundo dos antigos aromas e sabores, o sítio da infância, o refúgio ideal para nascer e para morrer.
Assim terminam as memórias de Mário, um dos protagonistas de Os Pássaros de Seda, um livro sobre a condição humana, que opõe os valores perenes da infância, do maravilhoso e do amor à precariedade das paixões e dos transes da fortuna.
Um magnífico romance que, depois de O Pranto de Lúcifer, confirma a sua autora como uma presença incontornável no panorama da nova ficção portuguesa.


Apreciação crítica:
Que história fantástica!
Quando li "O Pranto de Lúcifer" da mesma autora fiquei apaixonada então decidi ler este livro " Os Pássaros de Seda" por aventura. No momento da leitura inicial tive e um boa sensação sobre o livro. De seguida, no desenrolar da história fiquei totalmente absorta pelo conteúdo.
Um livro com uma bela história, que contém enredo, amor, traição, desespero, erotismo e as dificuldades que acontecem no dia a dia.
Uma forma fantástica de ler e viver uma história intensa.



Biografia da autora:

Rosa Lobato de Faria nasceu em Lisboa em abril de 1932, tendo falecido a 2 de fevereiro de 2010, aos 77 anos.
Poetisa e romancista, o essencial da sua poesia está reunido no volume Poemas Escolhidos e Dispersos, de 1997. O seu primeiro romance, O Pranto de Lúcifer, veio a público em 1995. Seguiram-se-lhe Os Pássaros de Seda (1996), Os Três Casamentos de Camilla S. (1997), Romance de Cordélia(1998), O Prenúncio das Águas (1999), A Trança de Inês (2001), O Sétimo Véu (2003), Os Linhos da Avó (2004), A Flor do Sal (2005), A Alma Trocada (2007), A Estrela de Gonçalo Enes (2007) e As Esquinas do Tempo (2008).
Foi também autora de diversos livros infantis. Está traduzida em Espanha, França e Alemanha e representada em várias coletâneas de contos, em Portugal e no estrangeiro.
Foi também conhecida do grande público como atriz de televisão e cinema.
Em 2000, obteve o Prémio Máxima de Literatura.



Enviar um comentário