"Amor de Perdição" - Camilo Castelo Branco



"amou, perdeu-se e morreu amando"



Sinopse:


Simão Botelho e Teresa Albuquerque pertencem a famílias distintas, que se odeiam.
Simão e Teresa eram vizinhos, em Viseu, que acabam por se apaixonar e manter um namoro silencioso através das janelas próximas. Ambas as famílias, desconfiadas, fazem de tudo para combater a sua  união amorosa. Tadeu de Albuquerque ( pai de Teresa) após recorrentes tentativas de casar a sua filha com o primo, decide interná-la num convento.

O amor que existia era tão forte que levou a várias discussões e problemas e por causa das "guerras", Simão, vai para a casa de um ferreiro devedor dos seus pais. A filha do ferreiro, Mariana, acaba também por se apaixonar por ele, constituindo um triângulo amoroso.
Numa tentativa de resgatar Teresa do convento acaba por balear o primo da sua amada, Baltasar, e é condenado à forca.
Mais tarde, as influências de seu pai, antigo corregedor, irão mudar a pena para dez anos de degredo na Índia. Ao embarcar, vê Teresa, que morrerá de tuberculose. Alguns dias depois, doente, Simão acaba por morrer e no momento que o seu corpo é lançado ao mar, Mariana, a filha do falecido ferreiro, lança-se também.



Opinião:

Este livro não seria a minha primeira escolha mas como vou participar no Concurso Nacional de Leitura não tenho opção.
Os primeiros capítulos contêem muita informação que no meio meio da história não nos lembramos mas não posso negar que é uma má história.
A linguagem é o mais complicado do livro, temos de encarar a história ao ano em que foi escrita, 1862, confesso que é uma história muito deprimente porque fala muito da morte. 
É um livro que aconselho mas a sua leitura deve ser feita de forma lenta e calma para se conseguir perceber.

Escritor:


Enviar um comentário